AH O INVERNO!

Aquela estação em que as temperaturas caem e que procuramos nos aquecer no aconchego do lar, rodeado de amigos e boa companhia.. É nesse momento do ano que desfrutamos de experiências acolhedoras e prazerosas. Pensando nisso, nosso Caviste João Clemente preparou este espaço onde você encontrará sugestões para torna-los ainda mais especiais, entender as características do vinho de cada região, descobrir receitinhas deliciosas para o inverno, e ainda harmonizá-las com vinhos que irão aquecer o corpo e nutrir sua alma.

Assim como nossos desejos se curvam à boa gastronomia, no clima frio nosso paladar costuma se ajustar para degustar vinhos mais encorpados, de maior teor alcoólico, estruturados e tânicos, mais potentes e opulentos, características regularmente associadas a tintos. Entretanto, muitos dos pratos de inverno ficam ótimos e merecem ser experimentados na companhia de brancos; obviamente, não estamos falando de brancos leves e joviais (como Sauvignon Blanc, por exemplo), mas sim dos mais encorpados, que na maioria das vezes tiveram estágio, ou até mesmo fermentação, em madeira, o que lhes confere mais untuosidade e estrutura, e que por vezes podem chegar a ser maiores do que as de alguns tintos e os tornam ideais para acompanhar certas iguarias.

Para facilitar sua vida, enumerei alguns pratos que casam bem com o frio, além de alguns tipos de vinhos que podem acompanhá-los. O rol é exemplificado, nosso intuito é incentivá-lo a tirar o melhor proveito da estação. ALém disso, selecionei alguns rótulos entre tintos e brancos, ideais para tornarem essees dias frios mais quetnes e aconchegantes.

Assim como nossos desejos se curvam à boa gastronomia, no clima frio nosso paladar costuma se ajustar para degustar vinhos mais encorpados, de maior teor alcoólico, estruturados e tânicos, mais potentes e opulentos, características regularmente associadas a tintos.
Entretanto, muitos dos pratos de inverno ficam ótimos e merecem ser experimentados na companhia de brancos; obviamente, não estamos falando de brancos leves e joviais (como Sauvignon Blanc, por exemplo), mas sim dos mais encorpados, que na maioria das vezes tiveram estágio, ou até mesmo fermentação, em madeira, o que lhes confere mais unuosidade e estrutura, e que por vezes podem chegar a ser maiores do quea s de alguns tintos e os tornam ideais para acompanhar certas iguarias.

Que
VINHO
escolher?

Para facilitar sua vida, enumerei alguns pratos que casam bem com o frio, além de alguns tipos de vinhos que podem acompanhá-los. O rol é exemplificativo, nosso intuito é incentivá-lo a tirar o melhor proveito da estação. Além disso, selecionei alguns rótulos entre tintos e brancos, ideais para tornarem esses dias frios mais quentes e aconchegantes.

Nesse contexto, nosso apetite costuma ficar mais voraz, ávido por saborear pratos impensáveis no verão, alimentos mais calóricos, que nos forneçam mais energia e ajudem nosso corpo a manter a temperatura, como COZIDOS FUMEGANTES, ASSADOS E MOLHOS ENCORPADOS. sOPAS SUBSTANCIOSAS (COMO DE ABÓBORA COM CARNE SECA OU MINESTRONE), CASSOULET, BOEUF BOURGUIGNON, ROSOTOS, MASSAS GRATINADAS, FONDUES, QUEIJOS E EMBUTIDOS… os pratos de inverno parecem ter sido criados para acompanhar uma garrafa de vinho.

Embora o vinho possa, e deva ser apreciado durante o ano todo já que vinho não tem estação e sim ocasião, por muitas vezes ele é considerado sinônimo de temperaturas baixas, e não sem uma boa dose de razão. Preparamos então, uma pequena seleção de alguns dos muitos bons vinhos de nosso portfolio para você aproveitar porém com um algo mais, dicas de harmonização e receitas.

CALDO VERDE – Harmonizações de Inverno 2021

CALDO VERDE – Harmonizações de Inverno 2021

CALDO VERDE Provavelmente a mais famosa sopa de Portugal, feita com batatas, couve e chouriço (linguiça portuguesa). Uma sopa de boa estrutura e com sustança que pede vinhos também um pouco mais densos. Vinhos de médio corpo para encorpados, porém mais equilibrados,...

Capeletti in brodo – Harmonizações de Inverno 2021

Capeletti in brodo – Harmonizações de Inverno 2021

Uma massa recheada de formato delicado, servida em um caldo fumegante e rico, feito à base de legumes, carnes e aromáticos, não poderia combinar mais com a estação. Como o recheio da massa normalmente leva miúdos de ave e especiarias, tintos de leve a médio corpo com...

BOEUF BOURGUIGNON – Harmonizações de Inverno 2021

BOEUF BOURGUIGNON – Harmonizações de Inverno 2021

BOEUF BOURGUIGNON  Mais um clássico francês, à base, neste caso, de carne (normalmente músculo) cozida em vinho tinto, com cenouras, champignons, batatas e cebolas. Divino se acompanhado de Pinot Noir encorpados, não apenas da Borgonha, mas também do Oregon, da Nova...

OSSOBUCO – Harmonizações de Inverno 2021

OSSOBUCO – Harmonizações de Inverno 2021

OSSOBUCO Corte bovino rico em colágeno e gordura, além do tutano existente no interior do seu osso (daí o nome "ossobuco"). Fica ótimo na companhia de Barolo, Barbaresco, Sangiovese e Cabernet Sauvignon de mais corpo e quanto mais complexos melhor.  Harmonizar por...

RAGU DE RABADA COM POLENTA  – Harmonizações de Inverno 2021

RAGU DE RABADA COM POLENTA – Harmonizações de Inverno 2021

RAGU DE RABADA COM POLENTA  Um prato ítalo brasileiro que combina divinamente com tempos mais frios. Aqui casam bem vinhos mais robustos de boa acidez e complexidade para lidar com todos os aromas e peso do prato com um leve toque vegetal do agrião. Vinhos italianos...

CASSOULET – Harmonizações de Inverno 2021

CASSOULET – Harmonizações de Inverno 2021

Prato francês do Languedoc, o cassoulet, assim como a nossa feijoada, pode sofrer algumas variações, dependendo da temporada ou da região, mas é basicamente feito com feijão branco, linguiças, carnes de porco e cordeiro, além de confit de pato. Bastante rico e...

BARREADO – Harmonizações de Inverno 2021

BARREADO – Harmonizações de Inverno 2021

Barreado Prato típico do Paraná, para o tradicional barreado as carnes são cozidas em um caldeirão de barro bem vedado em baixa temperatura e por longuíssimas horas, fazendo-as "desmanchar" e gerando um molho bastante rico. Normalmente, é servido com farinha de...

BACALHAU COM NATA – Harmonizações de Inverno 2021

BACALHAU COM NATA – Harmonizações de Inverno 2021

O bacalhau é um peixe substancioso, que por si só combina com a estação. Normalmente, suas preparações tendem a ser ricas em azeite. Quando preparado em receitas cremosas, como, por exemplo, às natas (desfiado ou lascado, envolvido num refogado de cebola juntamente...

COQ AU VIN – Harmonização de inverno

COQ AU VIN – Harmonização de inverno

Prato típico da culinária francesa, trata-se de um cozido à base de carne de galo (opcionalmente frango e vinho.Vai bem com Borgonha tinto ou Pinot Noir californiano, por exemplo, mas experimente também com vinhos espanhóis da região de Rioja, tanto Crianza, quanto...

Nessa época do ano, o vinho se torna ainda mais irresistível!

Aquece, inspira, potencializa, tem charme e tudo a ver com gastronomia, harmoniza com arte, alma e gente. A beleza do vinho se expressa ao tornar momentos ainda mais especiais e memoráveis, por mais despretensiosos que possam parecer. Pensando nisso, elaborei uma seleção bem criteriosa: o Top 10 Vinhos de Inverno abaixo dos R$120 com meu selo PQP.

Mas o que são esses vinhos?

Criei esse conceito já faz alguns anos, quando passei a avaliar meus vinhos com a relação PQP, quando o Preço, a Qualidade e o Prazer assumem o protagonismo do meu incansável garimpo por vinhos de qualidade nas várias gamas de preço que entregassem na taça um valor percebido superior ao preço pago. Vai muito além do mais que batido custo x benefício, que pouco ou nada significa.

A montagem do portfolio do Caviste.Online tem sempre em mente esse critério: de trazer aos seguidores de Baco um pouco de PQP! rs Esas sugestões de vinhos de inverno seguem, obviamente, esse conceito e espero que apreciem. Uma excelente oportunidade para encontrar o vinho do fondue, do aniversário do amigo ou para abastecer a adega.

Confira!

João F. Clemente

Escolha aqui o seu favorito

Terras do Pó Tinto

R$51,00

Fermentação em cubas-lagares de inox com temperatura controlada e maceração pelicular prolongada. Estágio de 4 meses em madeira de carvalho francês. Vinho de cor rubi, concentrado, rico em taninos de boa qualidade, muito complexo, com aromas a lembrar frutos vermelhos maduros, muito bem conjugado com a madeira que lhe dá um toque de baunilha. Final de boca persistente e prolongado.

Visconti della Roca Primitivo di Salento

R$104,00

Cor Rubi. Aroma intenso, frutado, cheio de frutas maduras, como ameixa, e especiarias saborosas. De textura lisa com um final de baunilha.

Fabre Montmayou Temporada Malbec

R$108,00

Cor rubi, com reflexos violáceos. Aromas frutados agradáveis, de frutas escuras, e alcaçuz. No paladar, é rico e encorpado, com frutas vermelhas e escuras e notas de especiarias.

Masseria Pertuso Avelium Rosso

R$60,00

Da Puglia, região conhecida pelos famosos Primitivos, vem este exemplar blend de uma uva autóctone regional, a Nero di Troia, muito frutada e macia, e a Cabernet Sauvignon quem vem agregar um pouco mais de corpo e estrutura ao vinho. Tem um toque algo floral no olfato, com toques de especiarias e uma fruta mais madura. Na boca, corpo médio, textura agradável com leve nuance tostada advinda de sua passagem por barrica, as especiarias sentidas no nariz se confirmam aqui gerando um conjunto bem equilibrado e agradável de tomar. 

Quereu Cabernet Sauvignon

R$72,00

Aromas de frutas vermelhas, como cerejas e morangos, combinadas suavemente com notas de tabaco. Na boca, apresenta taninos doces, corpo médio e boa persistência.

Dominio Cassis Roble Reserva Tannat

R$117,00

Cor violeta intensa, escuro. Aromas complexos bem harmonizados com o carvalho bem dosado, lembra cassis e frutos negros em geral, eucalipto e notas de especiarias. Bom volume de boca, rico com ótima estrutura, taninos finos e aveludados.

Nancul Elegant Carmenére

R$74,00

Aromas expressivos e intensos de amora e figo. Um vinho bastante equilibrado em seu paladar.

 

Scorpio Blend

R$84,00

Oito meses em barricas de carvalho francês e americano. Belíssimo corte de uvas e a Petit Verdot no corte é sempre indicação de vinho bem feito e bem acabado. Ótima textura de taninos, intensidade e fruta muito agradável. Encorpado, poém embora tenha 14,6% de álcool (parece menos), está fresco e equilibrado.

Costa Cruz Tinto

R$60,00

Um vinho para seu dia a dia com ótimo custo-benefício. Traz notas de frutas vermelhas frescas e algumas de frutas negras com especiarias trazidas pela Syrah. Na boca tem boa presença, com taninos delicados e macios, corpo leve para médio.

Espino Reserva
Pinot Noir

R$117,00

Com apenas 6 meses de carvalho francês da Borgonha, apresenta brilhante cor rubi e aromas principais de morango e cereja, com sutis notas minerais e ligeiro acabamento picante. No paladar é possível sentir que a elegância da Pinot Noir, bem típica dessa casta, pôde ser aprimorada pela altitude chilena deste vinhedo a Maipo Alto a 1000 metros de altitude. Seus taninos são contidos e macios, já sua acidez é persistente, fazendo com que seus sabores sejam mais intensos e prolongados.